Teste Teste Teste Teste

sábado, 16 de novembro de 2013

Kindermann, na prorrogação, fatura título da Taça Brasil de Clubes Sub-15

A decisão da VII Taça Brasil Correios de Futsal coroou um ano de bons espetáculos. Kindermann (SC) e Portuguesa/Tiger (SP) duelaram na manhã deste sábado (16/11) e brigaram valentemente. No fim, a equipe catarinense garantiu o título após vencer por 5 a 4.

O jogo

Apesar da pouca idade, as meninas encararam com seriedade o desafio. As duas equipes brigaram com raça até o fim. Mas foi a Portuguesa quem conseguiu concretizar o objetivo no primeiro período. Gabi, aos quatro minutos, abriu o placar.

No minuto seguinte, mais gol da Lusa. Fernanda cruzou e Mylena furou, mas Marcella, atenta, arrematou a jogada e fez o segundo. E, aos nove, a camisa 8 rubroverde encheu o pé para fazer o terceiro.

Apesar da larga vantagem, a equipe de Caçador não desistiu, e continuou indo para cima. Entretanto, o poder de finalização das catarinenses parecia não estar tão apurado, e a primeira etapa terminou com o placar de 3 a 0.

Reação catarinense

No início do segundo período, o ritmo foi o mesmo. O equilíbrio tático era visível, entretanto a Portuguesa aproveitava melhor as chances. E foi assim que Fernanda, aos dois, marcou o quarto: ela avançou pela diagonal e, após driblar a marcadora, bateu para o gol.

O técnico Everton Correa colocou Elisa como goleira-linha. E, apesar de alguns sustos com os chutes de longa distância da Portuguesa, o Kindermann conseguiu diminuir no minuto seguinte: Gisele chutou, a bola bateu na trave e, na sobra, Laura concluiu.

Com maior poderio ofensivo, a equipe catarinense passou a frequentar mais a área adversária. E o segundo gol surgiu após troca de passes; Paula, aos cinco, finalizou e pôs fogo na partida.

As duas equipes, então, abusaram das finalizações erradas. Mas, dessa vez, era o time de Caçador quem estava na pressão: e, após mais um ataque, Elisa recebeu pelo meio e bateu rasteiro, encostando enfim no placar, aos oito. E, faltando dois minutos para o fim, Thais deixou tudo igual, levando o duelo para a prorrogação.

Desgaste

Após uma semana de jogos intensos, era natural que o cansaço chegasse às meninas. E foi o time paulista quem sentiu mais, com isso refletindo em seu estilo de jogo. E foi o Kindermann quem acabou marcando, com Elisa aos dois minutos. Ela aproveitou a cabeçada errada da marcadora para finalizar.

No segundo período, a Portuguesa bem que tentou a reação, mas o time estava desgastado demais para conseguir efetuar um bom lance. Assim, o Kindermann garantiu o título para Santa Catarina.
←  Anterior Proxima  → Inicio
Postar um comentário

Seguidores

Total de visualizações