Teste Teste Teste Teste

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Guitta busca superar lesão e espera reforçar Intelli na final

Quando Sinoê marcou o gol de empate da Intelli/Orlândia (SP) na primeira partida da final da Liga Futsal contra o Concórdia/Umbro/Passarela (SC), correu para o setor da área vip do Centro de Eventos Concórdia para comemorar com um companheiro especial. Machucado, o goleiro Guitta não pode entrar em quadra, mas viu o pivô abrir caminho para a virada dos paulistas no confronto decisivo da competição nacional, que acabou em 2 a 1 para a Intelli, na última segunda-feira (11/11), em Concórdia.


Guitta vem sendo um dos destaques da Liga Futsal. Além do grande momento que vive em 2013, o goleiro foi coroado com a indicação para a Seleção do campeonato e é peça importante no time da Intelli. Apesar disso, uma lesão no ligamento colateral do joelho direito e uma fissura óssea na tíbia forçaram Guitta a acompanhar a primeira partida decisiva do lado de fora da quadra.

Confiança nos goleiros reserva

"Foi a pior experiência da minha vida. O nervosismo é muito grande. Não poder ajudar de nenhuma forma durante a partida é muito ruim. Mas o Léo Oliveira e o Di Fanti são ótimos goleiros e provaram isso dentro de quadra, fazendo um grande trabalho", diz.

O elogio aos companheiros de posição vai além das atuações. Guitta afirma que o relacionamento com Léo Oliveira e Di Fanti é muito bom, assim como a confiança e o respeito que um possui no outro.

"Eu já sabia do potencial dos dois. Eles foram muito bem neste primeiro jogo contra o Concórdia. Dentro e fora de quadra o nosso relacionamento é o melhor possível. Um respeita e apoia o outro, como se deve ser", pontua.

Lance milagroso

Por ironia do destino, a série de defesas fantásticas que fez contra o
Corinthians/Unip (SP) na semifinal acabou trazendo a lesão. Guitta revela que sentiu o problema no lance que evitou o gol do Timão.

"Sofri a lesão na defesa que fiz contra o Corinthians, nos chutes do Diogo e do Fernando. Senti depois da sequência que consegui pegar, mas estou trabalhando forte para que domingo eu possa jogar sem desconforto", explica.

Para tranquilizar o torcedor orlandino, Guitta completa, apontando que o trabalho para a recuperação é total. "Vou passar os próximos dias tratando muito. Também espero treinar pelo menos uma vez antes da final. Não quero ficar de fora".

O duelo final entre Intelli/Orlândia (SP) e Concórdia/Umbro/Passarela (SC) está marcado para o domingo (17/11), na Arena João Mambrini, em São Sebastião do Paraíso (MG). A Intelli decide na cidade mineira, já que o Ginásio Maurício Leite Moraes não tem capacidade mínima exigida pelo regulamento da Liga Futsal para receber o confronto decisivo. Com a vitória na primeira partida, os paulistas possuem a vantagem do empate para ficar com o bicampeonato nacional.
←  Anterior Proxima  → Inicio
Postar um comentário

Seguidores

Total de visualizações