Teste Teste Teste Teste

domingo, 27 de outubro de 2013

Caramuru goleia e sai na frente na final da Chave Bronze


Jogando em casa, a equipe de Castro atropelou o Aneflex/Rebouças.

O Caramuru/Pley Beck/Castro deu um passo importante em busca do título da Chave Bronze do Campeonato Paranaense de Futsal. Na noite deste sábado (dia 26), a equipe castrense goleou o Aneflex/Arefus/Rebouças por 7x1 e abriu vantagem na disputa da Final. A partida de volta, será na cidade de Rebouças, no dia 2 de novembro.

Ginásio lotado

As dependências do ginásio Douglas Pereira ficaram totalmente lotadas. A torcida do Caramuru fez uma bonita fez festa, mas os torcedores do Aneflex também marcaram presença: cerca de 100 torcedores se deslocaram para assistir o primeiro jogo da decisão.

Com a bola rolando, os anfitriões logo foram para cima dos visitantes, mas paravam nas defesas do goleiro Andrei, que se tornava o destaque nos minutos iniciais.

Mas apesar da pressão do Caramuru quem marcou primeiro foi o time de Rebouças. Maicon cobrou falta, batendo cruzado, e Tonhão completou para o gol, calando a torcida castrense.

Virada do Caramuru na bola parada

A resposta dos donos da casa não demorou: a arbitragem marcou pênalti e Alex Strapasson bateu firme, sem chances para Andrei. Na sequência, o Rebouças estourou o limite de faltas e a arbitragem marcou tiro-livre. Mais uma vez Alex foi para a cobrança. O goleiro Gilsinho entrou para tentar a defesa, mas o jogador do Caramuru bateu muito bem e virou o placar: 2x1. Os jogadores de Rebouças reclamaram de ambos os lances que viraram a partida.

O gol animou o time de Castro que chegou ao terceiro gol ainda no primeiro tempo: Eder bateu com categoria, no canto de Andrei e marcou o terceiro gol dos anfitriões.

Goleada no segundo tempo

Com a desvantagem no marcador (e como não há saldo de gols nos play-offs), o Aneflex se viu obrigado a partir para o ataque. O Caramuru, por outro lado, aproveitava os espaços para criar jogadas de contra-ataque.

Assim, logo no começo da segunda etapa, Eder aproveitou falha defensiva para marcar o quarto gol.Em seguida foi a vez de Alex marcar pela terceira vez na noite, finalizando bela triangulação: 5x1.
Com o revés o técnico Agnaldo Santos, do Rebouças, colocou Maicon como goleiro-linha. Mas logo na primeira jogada, Daniel acertou o goleiro Thiago e levou cartão vermelho. Com um jogador a mais em quadra, o Caramuru chegou ao sexto gol, com Fio.

Com a vantagem de 6x1 no marcador, o Caramuru diminuiu o ritmo e passou a administrar o resultado. Ainda assim, nos últimos segundos saiu o sétimo gol: Tedinho acertou um belo chute da quadra de defesa, marcando com o gol vazio. No final, jogadores e torcida celebraram a vitória que deixou  time de Castro com uma mão na taça.

Rebouças precisa vencer para forçar o terceiro jogo

Como não há saldo de gols nos play-offs do Campeonato Paranaense, o Aneflex precisa vencer o jogo do próximo sábado (dia 2) no ginásio Camilão, por qualquer placar e, assim, forçar a partida de desempate no dia 9 de novembro. Qualquer resultado diferente de vitória reboucense, dá o título ao Caramuru.

Se houver o terceiro jogo, este também será disputado no Camilão, com o Rebouças jogando com a vantagem do empate. 
←  Anterior Proxima  → Inicio
Postar um comentário

Seguidores

Total de visualizações